PF prende grupo que planejava atentado na Rio 2016

(DPA)

A apenas 15 dias do início dos Jogos, policiais federais detêm suspeitos em São Paulo e Paraná. Bando havia sido recrutado pela internet pelo “Estado Islâmico”. Ministro da Justiça dará coletiva sobre o assunto.

A Polícia Federal prendeu nesta quinta-feira (21/07) um grupo suspeito de planejar um ataque terrorista durante os Jogos Olímpicos, a apenas 15 dias do início do megaevento no Rio de Janeiro. Segundo a mídia brasileira, as prisões ocorreram em São Paulo e Paraná.

O grupo foi recrutado pelo “Estado Islâmico” (EI) pela internet e, entre os presos, há um menor de idade. O ministro da Justiça, Alexandre Moraes, irá conceder uma entrevista coletiva nas próximas horas em Brasília, mas o tema da coletiva ainda não foi informado por sua assessoria devido a “razões de segurança”.

A ação dos policiais federais ocorre dias depois de o Site Intelligence Group, site especializado em monitoramento de atividades jihadistas, afirmar que um grupo de radicais brasileiros declarou lealdade ao líder do EI, Abu Bakr al-Baghdadi e criou um canal no serviço de mensagens instantâneas Telegram.

Em junho, a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) confirmou que estava monitorando um conjunto de pessoas que se comunicam em português num grupo do EI no Telegram. O grupo se chama Nashir Português, numa referência a uma agência de notícias em que o grupo jihadista publica seus manifestos.

Antes da prisão desta quinta-feira, o governo brasileiro já havia anunciado que reforçará o plano de segurança para o evento após o atentado realizado na última quinta-feira em Nice, na França, no qual morreram 84 pessoas. As autoridades afirmaram que vão intensificar os controles durante a competição, que começa em 5 de agosto. (DW)

FC/rtr/ots

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA