Pelo menos 126 mortos em atentado reivindicado pelo Estado Islâmico em Bagdad

O primeiro ataque ocorreu na cidade de Karada e já foi reinvindicado pelo Estado Islâmico (KHALID AL-MOUSILY/REUTERS)

O duplo atentado ocorreu durante a manhã deste domingo em duas zonas da cidade particularmente movimentadas.

Pelo menos 126 pessoas morreram e mais 200 ficaram feridas num duplo atentando na manhã deste domingo, na capital iraquiana, Bagdad. O primeiro ataque, que segundo os dados mais recentes foi o mais mortífero, já foi reivindicado pelo autoproclamado Estado Islâmico. A explosão foi provocada por um carro armadilhado e atingiu o distrito de Karada, no centro da cidade de Bagdad. Pouco tempo depois, na zona mais oriental da capital, uma segunda explosão matou pelo menos cinco pessoas e deixou duas dezenas feridas, avança o site da Al-Jazeera. Até agora, a autoria do segundo ataque ainda não foi reclamada.

Ambas explosões ocorreram em duas áreas comerciais, numa altura em que se aproxima o final do mês de Ramadão, quando as ruas se enchem de jovens e famílias.

Depois de em 2014 os jihadistas terem perdido progressivamente o controlo de zonas a norte e a ocidente da capital iraquiana, na última semana o Governo iraquiano conseguiu recuperar o controlo da cidade de Faluja, a cerca de 70 quilómetros a oeste de Bagdad. Ainda assim, apesar dos progressos das autoridades iraquianas contra o autoproclamado Estado Islâmico, o grupo terrorista ainda controla uma das maiores cidade do país: Mossul.

De acordo com o primeiro-ministro iraquiano, o Governo estima que os terroristas controlem cerca de 14% do território iraniano, escreve o canal norte-americano ABC News. (PUBLICO)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA