Novo texto faz revelações surpreendentes sobre a morte de Cristo

(YAHOO)

Muitas coisas são bastante desconhecidas sobre Jesus Cristo. Afinal, ele viveu em uma época na qual os registos eram apenas escritos e baseados na oralidade. Por isso, até hoje mistérios sobre sua vida e morte são desvendados.

E um antigo texto egípcio, recém-decifrado, traz dados que até hoje nunca haviam sido revelados sobre a morte de Cristo. Escritos em copta, eles destacam um papel surpreendente para Pôncio Pliatos e falam também sobre a presença de Judas.

Para quem não sabe, Pôncio Pilatos é o responsável por autorizar a crucificação de Jesus. Pois bem, segundo esses novos textos, ele teria se arrependido e oferecido seu próprio filho para ser sacrificado no lugar de Cristo — olha o tamanho do arrependimento!

Além disso, o texto egípcio traz um dado bem místico sobre Jesus: afirma que ele podia mudar de aparência quando bem entendesse. Por conta disso, Judas teve de beijá-lo para identificá-lo no momento em que o traiu.

Sempre bom lembrar — como esclarece Roelof van den Borek, holandês que participou da tradução — que os fatos estão narrados neste texto, mas não necessariamente correspondem à realidade. Claro, à época em que foram escritos, ele destaca, as pessoas realmente acreditavam nisso.

Mesmo assim, apenas a parte de Judas carrega um quê de “sobrenatural”. Por conta disso, o especialista faz questão de se referir a Pilatos como a parte mais importante do texto. Seu arrependimento, até então, era desconhecido. O manuscrito ainda garante que Cristo considerou, após Pilatos oferecer seu filho, que este era merecedor de grande graça. (YAHOO)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA