Natação: FAN aprova regulamento inédito para selecções nacionais

António Monteiro - presidente da mesa da assembleia da Federação Angolana de Natação (Foto: Henri Celso)

A direcção da mesa da assembleia-geral da Federação Angolana de Natação (FAN) aprovou na noite desta sexta-feira, em Luanda, pela primeira vez, um regulamento para as selecções nacionais tendo em vista a necessidade de se orientar os combinados de acordo com os escalões, informou o seu presidente, António Monteiro.

Trata-se de um documento novo que entra na história da natação angolana com a finalidade de regular a composição das selecções nacionais e o comportamento dos atletas, segundo a fonte que falava à Angop, após a realização da assembleia-geral extraordinária da FAN, no complexo da Piscina de Alvalade.

Aceite por unanimidade, o “manual” mediará a relação entre nadadores, clubes, federação e arbitragem, além do próprio funcionamento da FAN e os critérios das convocatórias.

De acordo com o antigo presidente de direcção da FAN, “houve necessidade de se criar este diploma dado o crescimento que se regista no número de selecções e atletas convocados, e a sua chegada ajudará para que se siga obedecendo os escalões etários”, disse.

O encontro contou com a presença de vários filiados, com realce para os responsáveis do 1º de Agosto e Clube Náutico, os mais titulados do país, e serviu igualmente para aprovação do regulamento de arbitragem.

Durante a reunião foram ainda reaprovadas as alterações feitas ao estatuto da federação, tendo em conta a adequação da nova Lei Geral dos Desportos e do Regulamento Desportivo que sofreu alterações. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA