Ministro da Defesa felicita homólogo cubano

Ministro da Defesa - João Lourenço (Foto: Lucas Neto)

O ministro da Defesa, João Lourenço, ressaltou nesta terça-feira o orgulho e a bravura dos mártires cubanos no assalto ao Quartel de Moncada, “que serviu de paradigma para a luta de libertação de outros povos, em particular para os angolanos”, até a conquista da sua independência nacional.

Numa mensagem de felicitações dirigida ao seu homologo cubano, por ocasião do 63º aniversário do assalto do Quartel de Moncada, a 26 deste mês, lembrou que nesta sublime ocasião recorda-se com profundo orgulho e regozijo o esforço e a firmeza do povo cubano, na busca pela afirmação.

Sublinhou no documento, endereçado à Angop, que será sempre válido o contributo da República de Cuba na luta pela conquista da Independência Nacional, preservação da soberania e reconstrução da República de Angola.

Aos generais, oficiais superiores, capitães, subalternos, sargentos e praças das Forças Armadas Revolucionárias de Cuba, em particular, e ao povo cubano em geral, João Lourenço desejou votos de muita saúde e muitos sucessos.

A 26 de Julho de 1953, o jovem advogado Fidel Castro juntamente com outros 165 homens executavam o assalto ao Quartel de Moncada, em Santiago de Cuba, na tentativa de tomar as bases dos quartéis, armar a população e derrubar o governo de Fulgêncio Baptista.

Dava-se assim início à Revolução Cubana, que em 01 de Janeiro de 1959 triunfaria contra o regime de Baptista e levaria posteriormente ao governo cubano, liderado por Fidel Castro. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA