Medidas preventivas reduzem mortalidade nas estradas de Luanda

Catarino Roque da Silva - comandante da Unidade de Trânsito de Luanda (Foto: TARCISIO VILELA)

As medidas de prevenção da sinistralidade rodoviária, promovidas pela Unidade de Trânsito de Luanda, nos últimos seis meses, permitiram a redução para uma média abaixo de 20 mortes por mês.

O comandante da Unidade de Trânsito de Luanda, superintendente Catarino Roque da Silva, disse hoje, terça-feira, à Angop que esta redução é resultado das constantes campanhas sobre segurança rodoviária junto da sociedade civil.

De acordo com o comandante, antes eram registados mensalmente 70 acidentes com mais de 30 mortes, no local, hoje são registados menos de cinquenta ocorrências rodoviárias, graças ao trabalho preventivo junto de instituições públicas e privadas, igrejas, escolas, associações, bem como o reforço da fiscalização rodoviária.

Acrescentou que o trabalho preventivo é caracterizado pela realização de campanhas de prevenção e educação rodoviária constante, contando com o apoio de diversas instituições pública e privadas.

Mas apesar disto, caracterizou a situação ainda de preocupante, mas no quadro do reforço da prevenção de acidentes nas estradas, trabalha-se para a diminuição das suas consequências económicas e sociais.

Catarino Roque da Silva disse que o aumento exponencial dos índices de mortalidade por acidentes que afecta crianças e jovens constitui preocupação diária.

Face a esta situação, prosseguiu, associada à cifra elevada de pessoas incapacitadas por acidentes rodoviários, urge a necessidade de se intensificar os esforços multi-sectoriais, bem como reforçar as campanhas de educação e consciencialização das comunidades.

Apontou ainda como causas dos acidentes a ingestão excessiva de bebidas alcoólicas, excesso de velocidade, imprudência por parte dos utentes das vias e mau estado técnico das viaturas.

Fez saber que a maior parte de vítimas mortais e feridos são jovens de uma faixa que vai dos 24 aos 37 anos de idade. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA