Libra dispara após manutenção de juros no Reino Unido

(NEGOCIOS)

A libra reagiu imediatamente à manutenção da taxa de juro por parte do Banco de Inglaterra. Contra o dólar, subiu 2,5% e, contra o euro, quase 2%.

O Banco de Inglaterra concluiu esta quinta-feira, 14 de Julho, mais uma reunião de política monetária. Apesar de ser a primeira desde a vitória do Brexit, o Comité de Política Monetária manteve a taxa de juro de referência em 0,5%. Contrariou, assim, a expectativa da maioria dos economistas que apontavam para um corte, mas assinalou que Agosto deverá ser marcado por novos estímulos à economia.

A decisão de manutenção da taxa de juro provocou uma subida acentuada da libra contra as principais moedas.

A libra chegou a subir um máximo de 2,49% para 1,3475 dólares e 1,86% para 1,2074 euros. Entretanto aliviou parte da subida, seguindo a valer 1,337 dólares (+1,45%) e 1,2010 euros (+1,32%).

Estava a ser dado como quase certo um corte da taxa de juro no Reino Unido, pela primeira vez desde 2009, para um mínimo histórico de 0,25%. O que acabou por não se verificar.

O mercado cambial reage à evolução dos juros, uma vez que o retorno dos investimentos está ligado à taxa de juro aplicada. Neste caso, o retorno dos investimentos realizados em libras não deverá sofrer novas descidas.

Na Zona Euro a taxa de juro de referência é de 0%, enquanto nos EUA é de 0,25% a 0,50%, o que significa que os investimentos em libras não perdem para os realizados em euros nem em dólares. (Jornal de Negocios)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA