Legislativas Austrália: Corrida à liderança do governo continua muito renhida (vídeo)

(EURONEWS)

Só na terça-feira devem ser conhecidos os resultados finais das eleições legislativas na Austrália. Até lá não há um claro vencedor. Os dois principais candidatos continuam muito perto um do outro, depois de mais de três quartos dos votos estarem contados.

A Coligação (que junta o Partido Liberal, o Partido Liberal-Nacional e o Partido Nacional), liderada pelo atual primeiro-ministro, Malcolm Turnbull, vai à frente com perto de 70 deputados, faltam seis para conseguir a maioria. no parlamento. “Continuo confiante de que vamos conseguir uma maioria nestas eleições quando terminar a contagem”, garantiu Turnbull.

Mas muito perto está o Partido Trabalhista, de Bill Shorten, que para já tem com 65 deputados. Shorten garante que estando no governo ou na oposição, o partido sai revitalizado destas eleições. “A última noite foi histórica. O partido Trabalhista está certamente de regresso”, afirmou o trabalhista já este domingo.

A Austrália pode então estar à beira de um impasse político Esta incerteza está a deixar os australianos preocupados. Uma moradora de Sidney defende que “o país se virou contra Malcolm por causa do que fez a Tony Abbott. Acho que as pessoas estão cansadas do que se passa na política. Aconteceu muitas vezes quando os trabalhistas estavam no poder, volta a acontecer agora com os liberais. As pessoas estão cansadas”. Um outro australiano defende que agora precisamos de um governo de maioria estável, sobretudo neste momento em que existem tantas incertezas no mundo. Acho que seria um mau resultado para o país se não o conseguissemos”.

Uma referência ao referendo do Brexit e às consequências da saída do Reino Unido da União Europeia. Recorde-se que o vencedor destas eleições vai ser o quinto chefe do governo australiano em apenas três anos. (EURONEWS)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA