Huíla: Lubango necessita de mais dois aterros sanitários

Huíla: Francisco Barros - administrador do Lubango (Foto: JOSÉ KRITHINAS)

O administrador municipal do Lubango, Francisco Barros Leonardo, admitiu hoje (sábado), nesta cidade, que o município necessita de mais dois aterros sanitários, para a deposição segura dos resíduos sólidos produzidos, pois o único existente já não suporta a demanda.

Falando à Angop, à margem de uma campanha de limpeza realizada hoje nesta urbe, o gestor público salientou que os mesmos deverão fixar-se nos dois eixos principais da cidade, na parte Norte e Sul, pois a cada dia está a crescer a densidade populacional, logo os factores ligados ao saneamento e a mobilidade são cada vez maiores.

Destacou que o problema da recolha do lixo está intrinsecamente ligada à actual situação económica que o país vive, daí algum o atraso no pagamento das empresas que fazem este trabalho, o que levou ao encerramento de duas, estando em funcionamento outras duas fazendo um esforço o que não tem sido eficiente.

“Mas no fundo quem está a desenvolver maior parte deste trabalho é administração municipal do Lubango”, realçou.

Apelou aos munícipes a continuarem a participar na manutenção do saneamento público, para se ter uma cidade cada vez melhor, por isso cada um tem que ter consciência de que deve dar a sua mão para o embelezamento da cidade. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA