Huambo: Preço do pão sofre aumento

Padaria (Foto: Angop)

O preço do pão na província do Huambo registou, nos últimos dez dias, um aumento, passando a custar entre 25, 30 e 40 Kwanzas, contra os 15 e 20 anteriores.

Numa sondagem efectuada sábado em algumas padarias, a Angop constatou que o aumento do preço pão deve-se ao elevado custo e as dificuldades de aquisição da farinha de trigo, principal matéria-prima.

Algumas padarias explicaram que o preço do saco da farinha de trigo varia entre 20 mil a 26 mil Kwanzas, dificultando, deste modo, o normal funcionamento das panificadoras.

Apontam igualmente o aumento do preço do fermento (outro elemento indispensável para produção do pão, além do sal) de seis mil para 20.200 Kwanzas a caixa.

Os entrevistados informaram que em função do aumento do preço do pão o número de clientes reduziu na ordem de 20 porcento, fazendo com que muitas indústrias panificadoras entrem em falência, tendo em conta os custos de produção, pagamento de salários, impostos, entre outros.

Sebastião dos Santos Luacuti, responsável da padaria da Casa dos Rapazes, pertencente a Igreja Católica, disse que as unidades panificadoras locais não beneficiam de nenhum financiamento, adquirindo, deste modo, os produtos de forma individual.

Disse que na medida em que o custo de produção vai aumentando também sobe o preço do pão, visto que muitos padeiros não suportam os custos.

O chefe de produção da padaria “Jana Limitada”, Emílio César, apontou também o elevado custos dos combustíveis como um dos principais motivos da alteração de um dos principais alimentos na dieta dos angolanos.

Na província do Huambo, segundo dados da Direcção local da Indústria, Geologia e Minas, existem 80 panificadoras. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA