Huambo: Ordem dos Advogados entrega células a novos profissionais

HUAMBO:ADVOGADOS RECEBEM CEDULAS (Foto: Angop/arquivo)

Onze novos advogados receberam, quinta-feira, na cidade do Huambo, cédulas profissionais que os habilita a desempenhar a função de representar os legítimos interesses das pessoas em conflito com a lei.

Trata-se de Abel Ramos Dungula, Adolfo Viegas Jamba, André Eduardo, António Pelágico, Armindo Mioses Kasesa Chimuco, Domingos Piedade Chicola, Francisco Mendes da Silva, Maria Manuela da Costa, Paulo Tito Chama, Pedro Cassapi e João Cambombo Nangolo, que estagiaram durante 18 meses sob cuidados do Conselho da Ordem dos Advogados no Huambo.

Na ocasião, foram entregues igualmente nove cédulas a advogados estagiários António Figueiredo Luciano, Augusto Guila, Cláudia Catumua, Faztudo Chilongafeca, Fernando Filipe Samalinha, Ilda Lisandra Fato, Lucas Tchivangue, Rodrigues Manuel Tandala e Josefa Chilulu Casimiro.

Presente na cerimonia, o vice-governador para o sector político e social do Huambo, Guilherme Tuluca, enalteceu a iniciativa do Conselho Provincial da Ordem dos Advogados em colocar mais profissionais ao serviço da justiça.

Pediu aos novos advogados mais empenho e dedicação porque os cidadãos da província necessitam de bons serviços da advocacia para resolver os seus problemas com a lei.

Por sua vez, o presidente do Conselho da Ordem dos Advogados na província do Huambo, Ângelo Anselmo Funete, anunciou a criação do Centro de Estudos e Formação, que nos termos do estatuto da Ordem dos Advogados, tem por objectivo o estudo e debate dos problemas jurídicos.

O responsável assegurou que a instituição terá igualmente a missão de organizar acções de formação e de especialização para os advogados estagiários, visando o bom exercício da profissão.

Ângelo Anselmo Funete referiu que, com a entrega dessas cédulas a 11 especialistas, a província conta 59 advogados e 83 estagiários. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA