Huambo: Governador quer expansão do sinal da TPA em todos municípios

Governador em exercício, Joaquim da Conceição (Foto: EDILSON DOMINGOS)

O governador em exercício do Huambo, Joaquim Rodrigues da Conceição, solicitou hoje, sexta-feira, nesta cidade, ao Conselho de Administração da Televisão Pública de Angola (TPA) a expansão do sinal em todos os municípios da província.

Joaquim Rodrigues da Conceição, que falava na abertura do I Encontro Nacional sobre Produção de Conteúdos na TPA, a decorrer até sábado, informou que, neste momento, cinco dos 11 municípios da província do Huambo ainda não dispõem do sinal deste órgão de informação público.

Disse serem os municípios do Mungo, Londuimbali, Chinjenje, Ucuma e Longonjo, assim como as comunas, ombalas e aldeias do planalto central.

“A cobertura do sinal televisivo ainda não chega em todos os municípios da província do Huambo, situação que gostaríamos de ver resolvida para garantir o direito a informação a população”, pediu.

O governante referiu que a expansão do sinal da TPA na região é uma questão de especialidade e técnica que depende, grandemente, dos conhecedores da matéria.

Frisou que a província tem uma importância estratégica no tocante a questões políticas e informativa, daí a importância de se solicitar apoio para a sua cobertura com o sinal da televisão pública, acrescentou.

Quanto a realização do I encontro sobre produção de conteúdos na TPA, o governador em exercício afirmou ser uma iniciativa oportuna, mas que necessita ter em conta os cidadãos angolanos para participarem activamente nas acções que contribuam para se ultrapassar o momento menos bom que a economia nacional está a viver.

Acrescentou que a produção de conteúdos jornalísticos em tempo de crise é um assunto que deve despertar interesse no seio da classe jornalística e não só, já que neste período várias opiniões divergem sobre o mesmo assunto que requer uma gestão de forma eficaz e eficiente devido a escassez de recursos financeiros.

Nesta fase que ainda são inúmeras as situações por resolver, salientou Joaquim Rodrigues da Conceição, os jornalistas enquanto mediadores da verdade são chamados a desempenhar a sua missão com devido profissionalismo, objectividade, imparcialidade sempre primando pela salvaguarda dos interesses da sociedade.

Realçou que além da responsabilidade de informar, os jornalistas também exercem um papel fundamental na pacificação da população.

Entretanto, o governante apelou aos prelectores ao I Encontro Nacional sobre Produção de Conteúdos da TPA a empenharem-se na passagem de conhecimentos que podem dar uma nova dinâmica aos conteúdos jornalísticos produzidos por este órgão.

Questões como conteúdos institucionais na TPA, gestão da TPA em tempo de crise, assim como a problemática da produção de conteúdos a nível dos centros de produção e direcções provinciais, entre outros, constam dos assuntos em debate durante dois dias da actividade. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA