Fernando Santos: “Cristiano Ronaldo foi um grande apoio”

Fernando Santos é carregado pelos jogadores depois do título de Portugal, em 10 de julho, em Saint-Denis (AFP)

O técnico da seleção portuguesa, Fernando Santos, destacou o papel importante de Cristiano Ronaldo na final da Eurocopa vencida contra a França, apesar do craque ter saído machucado no início da partida.

Mesmo mancando depois da lesão no joelho, CR7 ficou em pé durante quase toda a prorrogação, incentivando e orientando os companheiros.

-Qual é a sensação de conquistar o título apesar de todas as críticas?

“Somos uma equipe, jogamos em equipe. Nunca escondi o que eu penso e sempre disse aos jogadores que tinham qualidade, mas que precisavam ser unidos, solidários, organizados e concentrados”.

-Qual foi o papel de Cristiano Ronaldo depois da sua saída por lesão?

“O fato de ele ter estado no banco de reservas e no vestiário foi um grande apoio para motivar os jogadores e quero agradecê-lo por isso”.

-A seleção portuguesa sempre teve grandes jogadores. Porque demorou tando para conquistar um título?

“Portugal teve grandes jogadores, mas às vezes faltou sorte. Neste ano, conseguimos uma boa base de jogadores jovens. Isso mostra o trabalho efetuado pela federação. Temos que acreditar nas nossas qualidades e no nosso talento. Se continuarmos jogando dessa maneira, com muita humildade, poderemos superar novos desafios”.

-O que fez a diferença nessa final?

“A França teve mais posse de bola, mas mantivemos nossa ideia inicial, que era fazê-la correr. Às vezes conseguimos, às vezes nem tanto, mas estávamos bem organizados. Eis o segredo da nossa vitória. Fomos melhores que o nosso adversário e fizemos o gol. Perdemos o melhor jogador do mundo (Cristiano Ronaldo) e tive que pensar em uma nova estratégia e fazer mudanças para manter alguma presença em cima da defesa francesa”.

-O que você achou da pancada que Cristiano Ronaldo recebeu de Payet?

“o árbitro deveria ter dado um cartão amarelo. Não tenho dúvidas sobre a honestidade dos árbitros, mas o cartão deveria ter sido aplicado. Na verdade, ele sequer marcou falta”. (AFP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA