EUA investigam primeiro acidente fatal em carro semiautónomo

(Getty Images)

Motorista de Model S da Tesla morre após veículo colidir com caminhão numa rodovia da Flórida. Montadora lembra que piloto automático também exige atenção do motorista e estuda recall.

Autoridades dos Estados Unidos investigam o primeiro acidente fatal envolvendo um modelo semiautónomo da montadora Tesla. O automóvel estaria no piloto automático quando colidiu com um caminhão, confirmou a companhia americana nesta quinta-feira (30/06). O motorista do carro morreu.

A colisão ocorreu numa rodovia na Florida nó último dia 7 de maio. Nem o motorista – Joshua Brown, de 40 anos – nem os sensores do automóvel perceberam o momento em que a carreta fez uma curva para a esquerda em um cruzamento, segundo as gravações das câmaras do carro obtidas pela Agência Nacional de Segurança no Trânsito em Rodovias (NHTSA).

De acordo com o motorista do caminhão, Brown estava assistindo Harry Potter na TV do carro no momento do acidente. O automóvel estaria em alta velocidade. A Tesla contestou a afirmação e disse que não é possível ver vídeos na tela do Model S. Os primeiros relatórios policiais também não indicam que o motorista estava ver um filme.

A NHTSA afirmou que vai investigar o desempenho dos auxiliares de direcção que estavam em uso no momento da colisão. A agência ressaltou que esse é o primeiro passo para determinar se esse tipo de veículo é realmente seguro e avaliar a necessidade de um recall.

Em comunicado, a Fabricantes de Automóveis lembrou os clientes de que o piloto automático é uma tecnologia nova, ainda em desenvolvimento, e que, ao ser accionado, ele não deixa de exigir a atenção do motorista no trânsito. “É necessário manter a responsabilidade e o controle sobre o veículo”, reforçou.

Usuário entusiasta

Brown era um proprietário entusiasta do veículo semiautónomo. Um mês antes do acidente fatal, ele publicou um vídeo na internet elogiando o piloto automático, no qual mostra como o sistema evitou uma colisão. Ele disse que não se tinha apercebido do camião que aparece nas imagens até seu carro alertá-lo.

O preço inicial dos sedans Model S da Tesla é de 66 mil dólares. A Fabricante de Automóveis ressaltou ainda que este foi o primeiro acidente fatal em mais de 130 milhões de milhas (209 milhões de quilómetros) já guiadas pelo piloto automático.

O acidente trouxe à tona o debate sobre riscos de modelos semiautónomos. A expectativa era aumentar a segurança no trânsito com esse tipo de veículo e evitar erros humanos, que são responsáveis por 94% dos acidentes. A tecnologia usa um sistema múltiplo de câmaras, radares, lasers e sensores para identificar objectos e determinar o caminho que o carro deve seguir. (DW)

CN/rtr/ap/afp

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA