Empresas chinesas e africanas assinam acordos no valor de 17 biliões de dólares

Beijing (wikipedia)

Várias empresas chinesas e africanas assinaram durante esta semana, em Beijing, 39 acordos no valor de cerca de 17 biliões de dólares, segundo uma nota de imprensa da embaixada de Angola na China, a que a Angop teve acesso neste sábado.

A nota indica que tais acordos surgem na sequência da Cimeira China-África, realizada em Joanesburgo, em Dezembro último, em que o gigante asiático decidiu providenciar um total de 60 mil milhões de dólares em fundos de apoio aos países africanos,

Os documentos foram rubricados a margem da reunião dos coordenadores de acções de seguimento da Cimeira de Joanesburgo, no âmbito do fórum de Cooperação China-África, FOFAC, e do seminário de cooperação comercial China-África.

Mais de 400 participantes de agências governamentais, instituições financeiras, associações comerciais e empresas chinesas e do continente berço participaram do evento, organizado pelo Conselho Chinês de Promoção do Comércio Internacional (CCPCI), um órgão de apoio para a Reunião dos Coordenadores da Implementação das Acções de Acompanhamento da Cúpula de Joanesburgo.

Pelo país participou o presidente do Conselho de Administração da agência para a promoção do investimento e exportações de Angola, António Henriques, que falou do actual momento que se vive e das oportunidades e facilitação de comércio e investimento nos mais diversos domínios.

António Henriques abordou com os seus interlocutores os sectores prioritários, no âmbito da diversificação da economia em curso no pais, com principal destaque para os de infra-estrutura, processamento e manufactura, finanças, investimento, energia, substâncias químicas, agricultura, farmácia e tecnologias de informação.

Ainda no domínio da cooperação China-África, decorre desde quinta-feira, na capital chinesa, o primeiro Festival da Juventude Ásia-África.

O evento junta 600 delegados que, segundo o Presidente chinês, Xi Jinping, numa mensagem dirigida aos jovens, está inserido no espírito da conferencia de Bandung Ásia-África em 1955, onde se destacam a solidariedade, a amizade e cooperação. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA