El Niño provocou a morte de 500 mil cabeças de gado em Angola

(Foto: Angop/Arq)

FAO revela que 1,4 milhões de angolanos são vítimas das condições climáticas extremas e 800 mil enfrentam insegurança alimentar.

Angola perdeu cerca de 500 mil cabeças de gado por causa do mais recente fenómeno climático El Niño.

O consultor Guilherme Cuellar, que está ligado a projectos da agência, explicou à Rádio ONU, em Luanda, que entre 2009 e 2012 várias áreas do sul foram arrasadas pelas cheias.

Após 2012, houve secas recorrentes causadas pelo El Niño que afectaram a produção de alimentos, em particular a criação do gado, pelas comunidades agro-pastorais.

Cuella afirmou que, apesar de alguma recuperação e um pouco mais de chuva, “a produção não vai chegar para atender às necessidades de alimentação da população”.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) anunciou que são necessários 26 milhões de dólares para acções humanitárias em benefício das crianças angolanas.

No total, de acordo com a FAO, 1,4 milhões de angolanos são vítimas das condições climáticas extremas e outros 800 mil enfrentam insegurança alimentar, com maior incidência nas províncias semi-áridas do sul. (VOA)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA