Cunene: Recluso da cadeia do Peu Peu exortado a disciplina no cumprimento das penas

Reclusos (Foto: Angop)

O Procurador-geral adjunto da República, Justo Bartolomeu, apelou quinta-feira, aos reclusos que se encontram encarcerados no estabelecimento prisional do Peu Peu, município de Ombadja, província do Cunene, a primarem por uma conduta exemplar durante o cumprimento das suas penas.

A exortação foi feita durante um encontro com os reclusos, realçando a necessidade da população penal ter um comportamento digno e de reflexão sobre os erros que cada um cometeu.

“Na qualidade de acompanhantes desta província por parte da PGR, viemos constar o cumprimento das vossas penas e apelar ao respeito durante a permanência na cadeia, por forma a não cometerem outros crimes por mau comportamentos”, referiu.

O magistrado disse ser necessário que estejam mais sensibilizados dos prejuízos que o Estado tem tido, devido a alguns comportamentos anti-social, dai que cada um deve sair deste local com uma educação válida para a sua inserção na sociedade, contribuindo para o crescimento do país.

Justo Bartolomeu sublinhou que, sobre o excesso de prisão preventiva, a cadeia do Pe-Peu tem apenas quatro presos nesta condição, mas a situação está regularizadas introduzidos no tribunal e um deles já pronunciado.

Localizado a 123 quilómetros ao Norte da cidade de Ondjiva, o Centro Prisional do Peu-Peu, actualmente, controla mil e 270 reclusos entre presos e detidos. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA