Cuanza Norte: Ancião destaca desenvolvimento da vila de Camabatela

Cuanza Norte: Panorâmica da vila de Camabatela, sede do município de Ambaca (Foto: Diniz Simão)

O Ancião Ângelo Zua João, de 76 anos de idade, elogiou esta sexta-feira, em Camabatela, sede do município de Ambaca, Cuanza Norte, o nível de desenvolvimento socioeconómico que a localidade vem registando nos últimos tempos, desde a sua fundação a 14 de Julho de 1934.

Falando à Angop, a propósito da data, disse não haver comparação possível entre a vila colonial e Camabatela de hoje, cujos avanços estão visivelmente reflectidos nos domínios económico, social e das infra-estruturas.

Destacou ainda, os ganhos registados na vila, desde o fim do conflito armado, traduzidos na construção e reabilitação de infra-estruturas sociais e que estão a contribuir para na melhoria da qualidade de vida os munícipes.

Entre os avanços, Ângelo Zua João apontou também a expansão da rede de distribuição de energia eléctrica e água a vários bairros da localidade, melhoria do saneamento básico, a construção de diversas infra-estruturas sanitárias e de educação, que estão a contribuir para o desenvolvimento da circunscrição.

O também soba do bairro Azul assinalou ainda o facto de agora as pessoas, poderem circular sem limitações pela vila, como um dos factores que diferencia a antiga Camabatela da nova, tendo em conta que na época colonial os negros não podiam frequentar determinados locais, porque estavam alegadamente sujeitados a ordens dos portugueses.

Carpinteiro desde meados da década de 50, Ângelo João foi contratado para muitos trabalhos de colocação de janelas em muitas residências, por ocasião da edificação da vila de Camabatela, tendo ainda testemunhado a chegada dos primeiros missionários católicos na região, em 1948. (ANGOP)

Angop/fez/ds

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA