Cruz Vermelha procura 1,4 milhões de dólares para enfrentar a febre amarela

(AFP)

A Cruz Vermelha lançou, hoje, 6, um apelo de emergência de 1,4 milhões de dólares para combater a propagação da febre amarela em Angola, que enfrenta sua pior epidemia em 30 anos.

A Federação Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho (IFRC) afirma num comunicado que irá trabalhar com a Cruz Vermelha de Angola para atingir nove milhões de pessoas, e envolver as comunidades na promoção de cuidados de saúde e higiene.

“A necessidade do envolvimento da comunidade em larga escala é cada vez mais importante para as campanhas de vacinação”, disse Julie Lyn Hall, directora de saúde na IFRC “Por mais que nós tentemos oferecer soluções, as comunidades é que dão a resposta”.

Até agora, mais de 15 milhões de doses da vacina contra febre amarela foram entregues a Angola e na vizinha República Democrática do Congo, mas a falta de financiamento, necessidade urgente, e a dificuldade de fazer a vacina resultaram em escassez significativa.

A febre amarela é uma doença viral aguda transmitida por mosquitos infectados. O mesmo mosquito transmite o vírus Zika, dengue e Chikungunya. (VOA)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA