Cerca de 70 baleias são encontradas mortas no sul do Chile

Foto do Sernapesca mostra baleias mortas na costa da Patagônia chilena, em Aysen, no dia 18 de julho de 2016 (AFP)

Cerca de 70 baleias foram encontradas mortas no sul do Chile, menos de um ano depois do encalhe maciço de mais de 330 cetáceos ocorrido em uma área remota da Patagónia chilena, informou o Serviço Nacional de Pesca (Sernapesca).

Os animais foram detectados a cerca de seis horas de navegação de Porto Chacabuco, na região de Aysén, e pelo seu tamanho foi descartado que pertencessem à mesma espécie das mais de 330 baleias-sei encalhadas no final de 2015 no extremo sul chileno.

“São menores dos que observamos na vez anterior”, e trata-se de “cerca de 60 a 70 exemplares, que estão em um lugar bastante mais acessível”, que permitirá um processo de inspecção nos próximos dias, disse o director do Sernapesca, José Miguel Burgos.

Os animais morreram há mais de dois meses, afirmaram as autoridades, acrescentando que os cadáveres “ainda estão inteiros, por isso estamos optimistas de poder realizar autópsias” para determinar as hipóteses da varação.

Embora tenha sido complicado determinar o que provocou o primeiro encalhe maciço, devido ao avançado estado de decomposição dos animais quando foram encontrados, os cientistas apontaram a “maré vermelha”, uma floração de algas nocivas, como a causa mais provável.

No novo encalhe, “a primeira coisa que temos que investigar é se houve intervenção humana ou não”, acrescentou Burgos. (AFP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA