Cento e trinta atletas no nacional de atletismo adaptado

prova de Atletismo adaptado (arquivo) (Foto: Cortesia de Marcelino Camões)

Cento e trinta atletas de 14 províncias participam, sábado e domingo, no estádio dos Coqueiros, em Luanda, no 17º campeonato nacional de atletismo adaptado em pista, segundo uma nota do Comité Paralímpico Angolano (CPA) a que a Angop teve acesso nesta quinta-feira.

Huambo, com 21 concorrentes, e Luanda com 16 são as representações com maior número de atletas, seguindo-se o Bengo (15), Benguela (12), Namibe (10), Malanje (8), Cuanza Sul (8), Bié (8), Cuanza Norte (7), Zaire (6), Moxico (6), Cuando Cubango (5), Uíge (4) e Huíla (4).

Este campeonato tem a particularidade de anteceder duas participações internacionais, designadamente, os Jogos da CPLP, que inicia dia 17 em Cabo Verde, e Jogos Paralímpicos dia 7 de Setembro, no Rio de Janeiro.

Para o evento dos falantes da língua portuguesa, reservado à atletas com até 20 anos de idade no que ao desporto adaptado diz respeito, José Chamoleia (visual da classe T11), é a grande referência. O velocista do Huambo também está entre os qualificados para o Rio’2016.

Entre os adaptados seleccionados para os jogos da CPLP que evoluirão neste campeonato nacional figuram ainda Rode Fernando, do Huambo (classe T12), Catarina Francisco, do Namibe (T13) e Julho da Silva, de Malanje (T11).

Quanto aos qualificados para o evento paralímpico, estarão na pista dos Coqueiros Befília Buio, do Bié (classe T11). Esta atleta é recordista africana, além de Alberto Lussasse, do Bié (T46), especialista em fundo e meio fundo.

O campeonato, que inicia às 9 horas, contará com provas combinadas (vários tipos de deficiências, mas com classificações à parte), outras categorias de deficiências destacando-se as visuais, motores e auditivos. (AFP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA