Cabo Verde : três candidatos em liça para as presidenciais

Jorge Carlos Fonseca, Presidente de Cabo Verde. (RFI/Odair Santos)

Em Cabo Verde até agora são três os candidatos às eleições presidenciais de 02 de Outubro próximo. Entre os três candidatos está o Presidente cessante, Jorge Carlos Fonseca que tenta uma reeleição e beneficia de agora em em diante do apoio do Movimento para a Democracia (MpD), partido no poder na Praia. A eleição presidencial cabo-verdiana está prevista para o mês de Outubro.

Três candidatos estão em liça para a eleição presidencial de Cabo Verde prevista para o dia 2 de Outubro, próximo. O primeiro a anunciar foi o ex-combatente da liberdade da pátria, Joaquim Monteiro, que nas eleições de 2011 foi o menos votado. Depois foi o actual Chefe de Estado, Jorge Carlos Fonseca a comunicar que vai tentar a reeleição. Junta agora na corrida ao renovado palácio do Plateau, o reitor da Universidade do Mindelo, Albertino Graça, que aceitou o desafio de amigos e vários académicos.

O anúncio foi feito pelo núcleo de apoio à candidatura que inclui várias personalidades nacionais, entre as quais o poeta, diplomata e antigo presidente da câmara municipal de São Vicente, Onésimo Silveira e o presidente da Associação para a Regionalização de Cabo Verde, Camilo Abu-Raya.

Emanuel Spencer, porta-voz do grupo disse que a candidatura de Albertino Graça é de todos.

Albertino Graça é conhecido por ser próximo do PAICV, mas o partido dirigido por Janira Hopffer Almada tem estado a pressionar o ex-primeiro-ministro, José Maria Neves para avançar como candidato às presidenciais, sem sucesso até a data .

O MpD e a UCID declaram o seu apoio à candidatura de Jorge Carlos Fonseca. Segundo o vice-presidente do Movimento para a Democracia(MpD), Fernando Elísio Freire, o actual Chefe de Estado, deu nos últimos cinco anos um ” extraordinário contributo para o aprofundamento da democracia cabo-verdiana,graças à sua “imparcialidade” e “excelente” desempenho.

De acordo com o calendário eleitoral divulgado pela Comissão Nacional de Eleições, as candidaturas devem ser registadas até o dia 3 de Agosto, no Tribunal Constitucional. A campanha para as presidenciais de 2 de Outubro, decorre entre 15 e 30 de Setembro. (RFI)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA