Brexit: Juncker diz que “heróis de ontem são hoje tristes heróis”

Tomada de posse de Marcelo Rebelo de Sousa (Lusa)

Presidente da Comissão Europeia reafirmou não compreender que os partidários da saída peçam tempo para afirmarem os seus planos para o futuro.

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, afirmou esta terça-feira, na sessão do Parlamento Europeu, em Estrasburgo (França), que os “heróis de ontem do ‘Brexit’ são hoje tristes heróis”.

Aqueles que contribuíram para a situação do Reino Unido demitiram-se, como (Boris) Johnson e (Nigel) Farage e outros. Eles não são patriotas, porque os patriotas não se demitem quando as coisas se tornam difíceis. Ficam”, argumentou o líder do executivo comunitário aos eurodeputados.

Num debate sobre as conclusões da última cimeira de chefes de Estado e do Governo, que se centrou na vitória da opção pela saída do Reino Unido da União Europeia (Brexit), Juncker quis notar que: “os heróis de ontem do Brexit, são hoje os tristes heróis do Brexit”.

Juncker reafirmou não compreender que os partidários da saída peçam tempo para afirmarem os seus planos para o futuro.

Em vez de desenvolverem um plano, estão a abandonar o navio”, criticou.

Juncker fez ainda eco da mensagem repetida momentos antes pelo presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, que sem notificação por parte do Reino Unido do seu desejo de saída não há negociações sobre as futuras relações.

O presidente da Comissão Europeia reafirmou que a participação no mercado único implica o respeito total “pelas quatro liberdades, incluindo a de circulação”. (TVI24)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA