Boris Johnson garante que o Reino Unido vai continuar a ter papel de liderança na Europa

(Toby Melville/Reuters)

À chegada ao conselho de ministros dos Negócios Estrangeiros, Boris Johnson foi mais meigo nas palavras do que tinha sido durante a campanha onde foi o rosto do Brexit.

O novo ministro dos Negócios Estrangeiros britânico, Boris Johnson, declarou à chegada ao seu primeiro conselho europeu dos chefes da diplomacia que vai assegurar aos parceiros da União Europeia que o Reino Unido vai continuar a cooperar com eles mesmo saindo do bloco.

“A mensagem que levo para os nossos amigos no conselho é que temos de garantir que cumprimos a vontade do povo e saímos da União Europeia, mas isso não significa, de todo, que vamos sair da Europa”, declarou o agora ministro britânico dos Negócios Estrangeiros, escolhido pela nova primeira-ministra britânica Theresa May, e depois de ter sido o rosto pela campanha do Brexit.

“Não vamos abandonar o nosso papel de liderança na cooperação e participação europeia”, declarou Boris Johnson, que regressa a Bruxelas, depois de ter aí vivido como correspondente quando era jornalista.

No domingo, Boris Johnson encontrou-se com a chefe da diplomacia da União Europeia, Federica Mogherini, tendo, segundo a Reuters, ambos sugerido que o encontro foi positivo, e onde se terá discutido uma resposta conjunta depois do golpe de estado falhado na Turquia e do atentado de Nice.

“Sobre a Turquia, penso ser muito importante vermos moderação de todos os lados, e é a isso que apelo”, declarou Johnson.

Já questionada sobre a posição de Johnson relativamente à União Europeia – durante a campanha Boris Johnson, de forma polémica, comparou a União ao plano de Hitler de domínio da Europa – Mogherini declarou apenas que o encontro com o novo titular da pasta dos Negócios Estrangeiros foi “muito positivo”. (Jornal de Negocios)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA