Angola endivida-se em 10,5 mil MEuro desde novembro e crescimento cai para 1,3% em 2016

(Foto: D.R.)

O Governo angolano anunciou ter garantido, desde novembro, 10,4 mil milhões de euros de financiamento externo, empréstimos que visam colmatar as dificuldades financeiras face à quebra na cotação do petróleo, revendo ainda para 1,3% o crescimento económico em 2016.

A informação consta de um comunicado sobre a situação financeira do país, enviado hoje à agência Lusa, em Luanda, pelo Ministério das Finanças, que também aumentou de 5,5 para 6,0% a previsão do défice das contas públicas de 2016, face à evolução da cotação do crude no primeiro semestre.

O crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) está agora estimado em 1,3% em relação a 2015, menos de metade dos 3,3% previstos no Orçamento Geral do Estado (OGE) para 2016. (cmjornal)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA