Angola apoia candidata da SADC à Comissão da UA

Agapito Mba Mokuy, Pelonomi Venson Moitoi e Speciosa Wandira-Kazibwe (RFI)

Vai decorrer ainda esta manhã em Kigali, na 27ª Cimeira da União Africana, a votação para a eleição do novo presidente da Comissão da União Africana. Angola apoia a candidatura de Pelonomi Venson-Moitoi, actual ministra dos Negócios Estrangeiros do Botswana.

Na corrida à liderança da Comissão da União Africana estão três candidatos, duas mulheres e um homem: Pelonomi Venson-Moitoi, ministra dos Negócios Estrangeiros do Botswana, Specioza Wandira Kazibwe, antiga vice-presidente do Uganda, e Agapito Mba Moku, ministro das Relações Exteriores da Guiné Equatorial.

Facto de não existir um candidato consensual levantou muitas questões no seio dos estados-membros da União Africana, chegando mesmo a existir pedidos de adiamento do sufrágio.

A votação decorre esta segunda-feira à porta fechada e Angola, pela voz do Ministro das Relações Externas, Georges Chikoti, que na cimeira representa o chefe de Estado, sublinhou que vai apoiar a candidata da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC).

Pelonomi Venson-Moitoi, é actual ministra dos Negócios Estrangeiros do Botswana, e a candidata da região ao cargo de Presidente da Comissão da União Africana (UA).

Além de Angola, Moçambique, África do Sul, Botswana, Namíbia, Swazilândia, Zimbabwé e Lesoto fazem parte da Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral. (RFI)

por Cristiana Soares

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA