Administração da Oi analisa destituição de portugueses

(Negocios)

O Conselho de Administração da Oi vai reunir esta sexta-feira para analisar o pedido de realização de uma assembleia geral que tem como único objectivo a destituição dos administradores ligados a Portugal, incluindo o presidente da Pharol Palha da Silva.

“Foi convocada reunião do Conselho de Administração da Oi a se realizar no dia 22 de Julho de 2016, às 16h, para apreciar o requerimento de convocação de Assembleia Geral Extraordinária apresentado pelo accionista Societé Mondiale Fundo de Investimento em Ações”, refere um comunicado da cotada brasileira que está em recuperação judicial.

A administração da Oi vai analisar o caso precisamente no último dia do prazo concedido por este accionista para que seja tomada uma decisão, caso contrário admite ele próprio agendar a AG.

A reunião terá lugar no mesmo dia em que decorrerá a assembleia-geral de accionistas da Oi mas para discutir outro tema, nomeadamente o processo de recuperação judicial, em que a operadora evita a insolvência.

Foi na semana passada, a 7 de Julho, que a accionista pediu o afastamento da administração da Oi de Rafael Mora, Nuno Vasconcellos, Palha da Silva, Pedro Morais Leitão, João Vicente Ribeiro, João Castro, Pedro Guterres, Maria do Rosário Pinto Correia e André Navarro. A contestação foi seguida pela proposta se substituição por outros nomes, para que haja um “conselho com pessoas capacitadas, todos conselheiros independentes”. (Jornal de Negocios)

por Nuno Carregueiro

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA