Zaire: Técnicos de laboratórios clínicos instados a optimizar diagnóstico da malária

Supervisor dos Laboratórios de Saúde Pública, Pedro Manuel (Foto: Pedro Moniz Vidal)

Os técnicos de laboratórios de análises clínicas na província do Zaire foram instados hoje, terça-feira, em Mbanza Congo, a trabalharem para a optimização dos serviços de diagnóstico da malária, que passa pela observância das três etapas recomendadas para o efeito.

Em declarações à Angop, o supervisor provincial dos laboratórios clínicos, Pedro Manuel, explicou que uma inobservância das etapas pré-analítica, analítica e pós-analítica no diagnóstico da malária desemboca em resultados indesejados.

O profissional de saúde, que orientou uma palestra subordinada ao tema ” Normas para o Diagnóstico Laboratorial da Malária, dirigida a técnicos do sector, explicou que o cumprimento destas fases garante uma resposta fiável ao paciente, facilitando deste modo o trabalho do médico a dar seguimento ao tratamento no doente.

Referindo-se a província do Zaire, o responsável assegurou que prosseguem as acções de capacitação dos profissionais de laboratórios clínicos para que atinjam níveis que garantam eficiência na prestação dos serviços de saúde.

” Hoje, é possível classificar as diferentes espécies de plasmódio de forma laboratorial, fruto dos resultados de diversas formações que os nossos técnicos continuam a beneficiar e que estão a surtir os feitos desejados”, enfatizou.

Referindo-se aos laboratórios a nível da região, reconheceu que os mesmos estão a ser optimizados e expandidos nas diferentes unidades sanitárias de referência, frisando ser necessário enquadrar mais técnicos por meio de concursos públicos, para satisfazer a demanda.

Sem avançar números, disse que decorre o processo de cadastramento de técnicos da área de laboratórios de análises clínicas na região para beneficiarem futuramente de carteiras profissionais.

Avançou, na ocasião, que a província deverá contar, dentro de três anos, com a primeira promoção de técnicos médios de enfermagem , análises clínicas e radiologia, formados pela escola técnica de saúde em Mbanza Congo.

O responsável provincial dos laboratórios clínicos do Zaire falava à margem das primeiras jornadas científicas do Núcleo local da Associação Nacional dos Técnicos de Laboratórios de Análises Clínicas e Saúde Pública(ANTLACSP), que desde segunda feira decorrem nesta cidade.

O evento, que se realiza sob o lema “Análises Clínicas e Saúde Pública no Zaire, Firmes no Diagnóstico e Tratamento das Doenças”, cujo término está previsto para esta quarta-feira, tem por objectivo refrescar os conhecimentos dos quadros do ramo em matérias afins. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA