The Halo Trust destrói 301 minas no Cuito Cuanavale

Cuando Cubango: Imagem de efeitos dos engenhos explosivos (Foto: Armando Morais)

Trezentas e uma minas, das quais 116 anti-pessoal e 185 anti-tanque, foram destruídas de Fevereiro até a primeira quinzena de Maio do ano em curso, no município do Cuito Cuanavale, província do Cuando Cubango, pela ONG Britânica The Halo Trust.

A informação foi avançada quarta-feira, na vila do Cuito Cuanavale, à Angop, pelo administrador da referida ONG, Benjamim Kahilo, tendo informado que o processo permitiu a clarificação de 108 mil e 558 metros quadrados, entregues às autoridades da municipalidade.

De acordo com o administrador, a organização não-governamental trabalha actualmente naquele município com 63 efectivos operacionais, que correspondem por oito secções e oito chefes de secções, bem como cinco supervisores, dos quais um de sexo feminino.

Fez saber que há uma boa cooperação com a população nas descobertas das áreas suspeitas de minas, facto que possibilitou a descoberta e o registo de quatro novos campos suspeitos de minas, onde a The Halo Trust já está a trabalhar, numa altura em que quatro outras áreas anteriores foram concluídas em 2015, esperando apenas pela entrega às autoridades locais.

Benjamim Kahilo informou que todas áreas que a The Halo Trust opera são de difícil acesso, o que tem sido possível apenas com carros do tipo todo terreno mas que as suas perspectivas são de continuar a desminar os campos suspeitos de minas, para livrar mais terras para o cultivo da população, pastorícia do gado, recolha de lenha e remédios tradicionais. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA