STF retorna investigações sobre Lula para Moro, mas anula grampos de Dilma

(REUTERS/ Paulo Whitaker)

O ministro do STF, Teori Zavascki, decidiu nesta segunda-feira (13) remeter ao juiz da 13ª Vara Federal de Curitiba, Sérgio Moro, investigações sobre ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Operação Lava Jato e anular a gravação, feita durante a operação, de conversa telefônica entre Lula e a presidenta Dilma Rousseff, informou Agência Brasil.

A conversa anulada aconteceu na tarde do dia 16 de março deste ano, após o anúncio de que Lula assumiria o cargo de ministro da Casa Civil da Presidência da República.

Dilma telefona para Lula e diz que enviará a ele o papel do termo de posse.

Na decisão de anular a gravação da conversa entre Dilma e Lula, o ministro do STF entendeu que a escuta deve ser retirada do processo porque foi gravada pela Polícia Federal após a decisão de Sérgio Moro que determinou a suspensão do monitoramento. De acordo com o entendimento de Zavascki, Moro usurpou a competência da Supremo, ao levantar o sigilo das conversas. (SPUTNIK)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA