Quatro mulheres são degoladas em ataque do Boko Haram na Nigéria

Um soldado nigeriano escolta mulheres em uma estrada em Chibok, no dia 5 de março de 2015 (afp_tickers)

Quatro mulheres foram degoladas em uma cidade do nordeste da Nigéria por militantes do Boko Haram – informaram, neste sábado, milicianos que lutam contra esses rebeldes islamitas no país.

Na sexta-feira (10) à noite, pelo menos 15 homens chegaram de moto a Mairari, uma cidade isolada a cerca de 80 km de Maiduguri, capital do estado de Borno. Eles forçaram essas quatro mulheres, com idades entre 27 e 45 anos, a sair de suas casas, degolando-as em seguida, de acordo com relatos dos milicianos.

“Eles foram a quatro casas. Enquanto os moradores quebravam o jejum [do Ramadão] por volta das 19h (17h, horário de Brasília), eles tiraram as quatro mulheres de casa e cortaram suas gargantas”, disse à AFP o miliciano Babakura Kolo.

De acordo com ele e com o também miliciano Musa Ari, os invasores foram atrás dessas vítimas, deliberadamente – seja porque seus maridos se recusaram a entrar para as fileiras do Boko Haram, seja porque o grupo suspeitava de que esses homens estariam transmitindo informações ao governo.

Desde o lançamento de sua “rebelião armada” em 2009, o Boko Haram sequestrou milhares de pessoas, incluindo mulheres e crianças, para serem combatentes, escravas sexuais, ou bombas humanas.

A violência do Boko Haram já deixou mais de 20.000 mortos e cerca de 2,6 milhões de refugiados.

Na última quinta-feira (9), os Exércitos dos quatro países afectados pelo Boko Haram – Nigéria, Chade, Níger e Camarões – anunciaram o lançamento iminente de uma ampla ofensiva contra esses rebeldes islamitas, depois de um sangrento ataque no sul do Níger. (AFP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA