Putin apoia proposta americana, mas discorda que Assad deixe o poder na Síria

(REUTERS)

O Presidente Russo Vladimir Putin diz que concorda com uma proposta Americana para incorporar representantes da oposição no governo sírio, mas não concordou com a ideia de que o Presidente sírio, Bashar al-Assad deva abandonar o poder imediatamente.

Durante a entrevista com o jornalista da CNN Fareed Zakaria no Forum Económico Internacional de São Petersburgo, na Sexta-feira 17, Putin disse que a única forma de garantir a democracia na Síria é estabelecendo uma nova constituição e novas eleições a todos os níveis governamentais.

Ele considerou a proposta dos Estados Unidos “aceitável”, mas para ele qualquer acordo deve ser guiado pela “realidade actual”.

Putin disse ainda que todas as negociações com a Síria devem incluir todas as partes, incluindo os americanos, aos quais ele referiu-se como parceiros da Rússia.

A Administração Obama quer que Bashar al-Assad saia do poder imediatamente, mas Putin chamou a isso um “objectivo inatingível” e disse que esse não é o caminho para a mudança na Síria.

Trump é uma “pessoa brilhante”

Sobre as eleições americanas, Putin disse que vai trabalhar com quem for eleito e reafirmou que Trump é uma pessoa brilhante.

O Presidente russo acrescentou que aprecia a promessa de Trump de restaurar por completo as relações entre a Rússia e os Estados Unidos, e que ele recebe de bom grado a mudança.

Sobre Hillary Clinton, Vladimir Putin respondeu evasivamente, dizendo nunca que teve oportunidade de trabalhar com ela directamente. (VOA)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA