Presidente angolano admitiu que crescimento da economia “diminuiu drasticamente”

Presidente José Eduardo dos Santos orienta hoje 11ª sessão ordinária do comité central do MPLA. (Foto: Francisco Miúdo/Arquivo)

O Presidente de Angola disse que o crescimento da economia “diminuiu drasticamente” devido à baixa do preço do petróleo. José Eduardo dos Santos insistiu na importância de diversificar economia com aumento de produção interna.

O presidente angolano, José Eduardo dos Santos, admitiu, esta quarta-feira, que o crescimento da economia “diminuiu drasticamente” devido à baixa do preço do petróleo.

Citado pela agência Lusa, o chefe de Estado declarou:”Isto significa que o crescimento da nossa economia diminuiu drasticamente, há quem diga que agora deve estar entre um a dois por cento, quando já estava em cinco a seis por cento.”

As declarações foram feitas na abertura da reunião da Comissão Económica e da Economia Real do Conselho de Ministros, no Luena, capital da província do Moxico.

José Eduardo dos Santos afirmou que o Orçamento Geral do Estado (OGE) para este ano foi calculado na base dos 45 dólares por barril de petróleo, mas em Fevereiro o preço baixou até 28 dólares. Por isso, o presidente disse que “a Sonangol ficou sem condições de garantir os recursos para o OGE”.

A crise financeira e cambial também afectou as importações, pelo que o chefe de Estado reiterou a necessidade de diversificar a economia, com o aumento da produção interna e a redução das importações. (RFI)

por Carina Branco

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA