PN pede cautelas à comunidade chinesa

Zhang Zheng xi - Conselheiro da Embaixada da China em Angola (Foto: Clemente Dos Santos)

O porta-voz do comando provincial da Polícia Nacional, inspector-chefe Mateus Rodrigues, recomendou nesta sexta-feira que a comunidade chinesa em Angola evite guardar dinheiro em casa ou nos estabelecimentos, porque essa prática tem vindo a atrair criminosos.

Em declarações à imprensa, no final de um encontro entre responsáveis do comando provincial da Polícia Nacional, Embaixada da China em Angola e da Câmara do Comércio China em Angola, advertiu que isto é uma prática de risco.

O oficial sustentou que essa atitude tem aliciado os criminosos e aumentado os atentados contra os membros daquela comunidade asiática em Angola.

Todavia, disse que em termos comparativos, houve uma redução de crimes violentos envolvendo cidadãos chineses, em relação aos registados no ano passado.

Quanto aos crimes violentos registados na comunidade, que resultaram na morte de quatro chineses, o porta-voz da Polícia Nacional disse que estes já estão esclarecidos.

Explicou que de momento a situação é estável e não se registou nos últimos tempos casos de violência contra a comunidade chinesa.

Por sua vez, o conselheiro da Embaixada da China em Angola, Zhang Zhengxi, enalteceu o esforço do Executivo Angolano e d Polícia Nacional,pela forma como têm trabalhado no combate à criminalidade.

Manifestou a intenção de colaborarem com a Polícia Nacional, no sentido de combaterem a criminalidade em Angola, tendo em conta os longos anos de relações existente entre os dois países. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA