Paris em alerta com cheia recorde do Sena

(GETTY IMAGES)

Rio atinge maior nível dos últimos 30 anos e deve subir mais. Risco de inundações levou museus na capital francesa a fecharem suas portas. Obras do Louvre são transferidas para andares superiores.

Os temporais na França deixaram Paris em alerta. Autoridades afirmam que o rio Sena, que corta a capital francesa, pode alcançar o pico de seis metros nesta sexta-feira (03/06), mas ressaltam que esse nível é menor do que o que poderia colocar em riscos moradores.

As constantes chuvas fizeram com que o rio Sena transbordasse na quinta-feira, após atingir seu nível mais alto dos últimos 30 anos, passando dos cinco metros. Em 1910, o rio atingiu o maior nível já registado, 8,6 metros.

O alagamento na capital forçou a operadora do sistema ferroviário francês a fechar a linha de metro ao longo do rio que é usada por turistas para chegar à Torre Eiffel e à Catedral de Notre Dame. Diversas ruas na capital ficaram submersas.

O risco de alagamento obrigou o fechamento dos museus do Louvre e de Orsay. O Museu do Louvre anunciou que permanecerá fechado nesta sexta-feira para remover obras de salas ameaçadas pelo aumento do nível das águas. As peças serão transferidas temporariamente para andares superiores.

O Louvre é o museu mais visitado do mundo, com cerca de nove milhões de visitantes por ano. Em 2002, ele colocou em prática um plano de prevenção a inundações. O programa inclui a observação diária do nível do Sena, a criação de um registo sobre as obras que devem ser transferidas para pisos superiores, a instalação de dispositivos de evacuação de água e a transferência de peças de reserva para a cidade de Liévin, no norte do país.

O Museu de Orsay também permanecerá fechado nesta sexta-feira. Barcos turísticos estão proibidos de circular pelo Sena.

O rio Sena atingiu seu nível mais alto dos últimos 30 anos (REUTERS)
O rio Sena atingiu seu nível mais alto dos últimos 30 anos (REUTERS)

Meteorologistas de França e Alemanha – que também regista fortes chuvas e enchentes nos estados da Baviera e de Baden-Württemberg – alertaram para mais chuvas durante as próximas 24 horas. No sul da Alemanha, as águas já causaram a morte de pelo menos dez pessoas. A França registou ao menos duas vítimas fatais.

De acordo com o serviço meteorológico francês, esse foi o mês de maio mais úmido na região de Paris desde 1960. O aumento no nível do Sena levou a polícia a elevar o alerta de enchente para laranja, o segundo mais alto. O índice indica que inundações podem ter um impacto significativo para construções e moradores. (DW)

PV/afp/rtr/ap/lusa

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA