Organizadores reiteram manifestação em Benguela no sábado

Governador não autorizou por considerar que houve uma manifestação semelhante há duas semanas. (AP)

Membros do auto-proclamado Movimento Revolucionário de Angola prometem sair às ruas de Benguela neste sábado, 18, apesar da proibição do Governo provincial, para mais uma manifestação a favor da libertação dos 17 companheiros presos em Luanda.

Nem mesmo a detenção, ontem, de quatro integrantes, quando distribuíam panfletos para a marcha, intimida os jovens deste Movimento, que, a acontecer, será a segunda manifestação em menos de duas semanas.

Apoiado na legislação, o Movimento Revolucionário diz que o facto de Isaac dos Anjos, governador provincial, ter autorizado a manifestação passada não deve servir de argumento para a proibição.

“A própria Constituição é clara, não tem como. Vamos sair às ruas, porque Angola não é selva, por isso não podemos viver na intimidação’’, refere, António Pongote, acrescentando que a Polícia deve proteger o cidadão, nunca reprimir

Até às 16 horas de hoje, os quatro jovens detidos ontem continuam detidos nas instações da polícia.

No passado dia 4, cerca de meia centena de jovens manifestaram-se em Benguela para pedir a libertação dos activistas, sem que tivessem sido registados quaisquer incidentes.

A manifestação de amanhã enquadrava-se na série de protestos agendados para marcar o primeiro aniversário da prisão dos “revús” e que se realizarão em Angola, França, Bélgica, Portugal e África do Sul. (VOA)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA