O PRS disponível para integrar governo da Guiné Bissau

Vitor Pereira, porta-voz do PRS (DR)

O PRS (Partido da Renovação Social, a segunda força partidária na Guiné-Bissau) anunciou nesta Terça -feira a sua disponibilidade para integrar o novo governo do país, e ser liderado por Baciro Djá, antigo dirigente do PAIGC.

Vitor Pereira, porta- voz do PRS, afirmou esta terça-feira que a autorização para que o partido integrasse a equipa de Baciro Djá foi dada ontem à direcção do partido, numa reunião da sua comissão executiva, mas acrescentou que só hoje iniciam as negociações para a formação do executivo.

Recorde-se ainda, quanto à situação política na Guiné Bissau, que Domingos Simões Pererira, líder do PAIGC, tinha lançado na passada segunda-feira um repto ao Presidente José Mário Vaz para que este mostrasse o documento escrito no qual o PRS designa Baciro Djá para Primeiro – ministro.

A igreja católica também se veio manifestar sobre a crise política, com os bispos a lançar um apelo aos guineenses e às partes para se empenharem na preservação da democracia e superação da crise.

Entretanto, também o Governo português defendeu hoje que a única solução para a “situação muito crítica” da Guiné-Bissau é um “consenso político mínimo” que garanta a estabilidade, e apela às forças militares para que mantenham a “atitude correcta” de permanecerem à margem do processo. (RFI)

DEIXE UMA RESPOSTA