Nigel Farage no centro da polémica no Parlamento Europeu (vídeo)

(EURONEWS)

Foi uma manhã de polémica, no Parlamento Europe, no debate sobre o Brexit. Os ânimos exaltaram-se quando Nigel Farage acusou os eurodeputados de nunca terem trabalhado na vida. Martin Schulz pediu contenção nas palavras ao britânico e cabeça fria aos eurodeputados que reagiam às palavras de Farage.

Quando as coisas estavam ainda calmas, momentos antes, Jean-Claude Juncker tinha pedido acção ao Reino Unido:

“Peço ao governo do Reino Unido, que continua a ser um país amigo, e falarei mais tarde com o Primeiro-ministro Cameron, os britânicos continuarão a ser nossos amigos apesar da votação, pedir-lhe-ei, a Cameron, que clarifique, o mais rapidamente possível, a situação. A incerteza não pode prolongar-se”, frisou o presidente da Comissão Europeia.

Nigel Farage tomou a palavra para fazer “ferver” Bruxelas. As palavras e o tom espirituoso do líder do Partido de Independência do Reino Unido não agradaram à maioria. No final, o britânico tentou acalmar as hostes:

“Por que é que não somos pragmáticos, sensíveis, adultos e realistas e acabamos com este acordo que existe entre nós e reconhecemos que o Reino Unido vai ser vosso amigo, vai negociar e cooperar convosco, vamos ser os vossos melhores amigos no mundo”, afirmou o eurodeputado britânico.

Um discurso bem mais contido, isto depois de Farage ter acusado a União Europeia de estar em negação no que diz respeito ao fracasso do seu projeto.

Ainda de manhã o parlamento votou e pediu a ativação “imediata” dos procedimentos para a saída do Reino Unido da UE. (EURONEWS)

por Nara Madeira | com PARLAMENTO EUROPEU

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA