“Não encaro o governo como interino, mas como definitivo”, diz Temer

(Foto: D.R.)

Em entrevista, presidente em exercício comentou primeiro mês de mandato.

Durante entrevista concedida ao canal GloboNews na noite desta terça-feira (21), o presidente interino Michel Temer admitiu encarar sua gestão como definitiva, embora o processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff não esteja concluído.

“[O governo interino ] é mais complicado por ter instabilidade. Me comporto como se o governo fosse definitivo porque o que está em jogo é o futuro do país”, disse. Temer voltou a negar que tenha traído Dilma, e criticou a proposta de plebiscito por novas eleições. “Eu não traí ninguém, o que houve foi um processo de impedimento, eu não fiz movimento nesse sentido”, afirmou. “Convocar eleições depois de voltar, indica que ela não quer governar”, disse.

Num balanço dos primeiros 40 dias de gestão, Temer citou afirma que aprendeu a ser mais paciente. “Exercitei mais a paciência e vi como é difícil viver nesse país. Tenho respondido o quanto posso à essa provocação”.

O presidente também afirmou que acredita que não mais terá queda de ministros nesta gestão. Quanto à abertura das Olimpíadas, Temer manifestou vontade de que a processo de impeachment fosse concluído antes da cerimônia. “Esperava que o processo de impedimento fosse concluído antes das Olimpíadas. Do meu ângulo, não vai ser complicado”, disse.

Temer negou o corte de comida no gabinete de Dilma e explicar a limitação ao uso de aviões oficiais pela presidente. “Ela tem o palácio da Alvorada, do Torto, mas nao tem atividades de natureza governamental. Fui informado de que ela usaria o avião para denunciar um golpe, isso é uma situação exdrúxula. Jamais cortei comida, isso foi brincadeira”, disse.

A respeito da composição do gabinete, que foi criticado sobre a falta de diversidade, Temer alegou falta de tempo. “Tive sete dias para organizar o governo. Vejo em primeiro lugar como o problema central do Brasil o desemprego por causa do fenómeno económico. Por isso, montamos uma boa equipe econômica”, justificou. (noticiasaominutobr)

DEIXE UMA RESPOSTA