Moxico: Desabamento de viveiro diminui produção de plantas

Polígno florestal (Foto: ANGOP)

O desabamento pelas enxurradas do único viveiro da província, até então localizado na localidade de Kassongo, arredores da cidade do Luena, diminuiu a produção de árvores, afirmou o chefe provincial do Instituto de Desenvolvimento Florestal (IDF), Isaac Victor.

Em declarações à Angop, por ocasião do Dia Mundial do Ambiente, que se assinalou no domingo, o responsável referiu que a paralisação do único viveiro deve-se ao desabamento das infraestruturas, em consequência do surgimento de uma ravina no local, não obstante a insuficiência de funcionários.

Para minimizar o défice, afirmou, criou-se uma parceria com o projecto LUENA-REGA, de caris agrícola, que tem fornecido plantas em quantidades razoáveis como eucalipto, acácias, entre outras, para fazer face a situação.

Disse que as plantações de árvores visam o aumento das zonas verdes na cidade e nos bairros periféricos, prometendo para breve a materialização do plano de acompanhamento e incentivo aos cidadãos para respeitarem a fauna e a flora.

Dia Mundial do Ambiente foi estabelecido pela Assembleia Geral das Nações Unidas a 15 de Dezembro de 1972, com objectivo de consciencializar a população mundial sobre os temas ambientais, principalmente aqueles que dizem respeito à preservação. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA