Janot pede prisão de Sarney, Jucá e Renan

(Foto: D.R.)

Os pedidos das prisões estão com ministro Teori Zavascki, do STF.

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu ao STF (Supremo Tribunal Federal) a prisão do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), do ex-presidente da República José Sarney (PMDB-AP) e do senador Romero Jucá (PMDB-RR). A informação foi divulgada pelo jornal O Globo nesta terça-feira (7), e segundo a reportagem, provém de um interlocutor de ministros do STF. A GloboNews revelou que, além deles, Janot também enviou ao STF o pedido de prisão para Eduardo Cunha (PMDB-RJ), deputado afastado. 

Os três, Renan, Sarney e Jucá, são personagens principais das conversas gravadas pelo ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, onde tramavam contra a Operação Lava-Jato. Os pedidos de prisão já estão com o ministro Teori Zavascki, do STF, há pelo menos uma semana.

Janot também pediu o afastamento de Renan da presidência do Senado, usando argumentos similares aos empregados no pedido de destituição de Eduardo Cunha da presidência da Câmara e do mandato de deputado federal, o que acabou sendo atendido pelo STF.
Além de Renan, Sarney e Jucá, Janot também pediu a prisão de Cunha
Além das prisões de Renan Calheiros (PMDB-AL), do ex-presidente da República José Sarney (PMDB-AP) e do senador Romero Jucá (PMDB-RR). Janot também pediu a cabeça de Eduardo Cunha (PMDB-RJ)

O presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha(PMDB-RJ), também é alvo dos pedidos de prisão emitidos pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, divulgados nesta terça-feira (7), pelo jornal O Globo. A informação do pedido de prisão de Cunha foi revelada pela GloboNews.

A publicação também revelou que o Janot  pediu ao STF (Supremo Tribunal Federal) a prisão do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), do ex-presidente da República José Sarney (PMDB-AP) e do senador Romero Jucá (PMDB-RR).

Os três, Renan, Sarney e Jucá, são personagens principais das conversas gravadas pelo ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, onde tramavam contra a Operação Lava-Jato. Os pedidos de prisão já estão com o ministro Teori Zavascki, do STF, há pelo menos uma semana. (noticiasaominuto.br)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA