INIC leva ao Jardim do Livro Infantil 67 títulos de livros de escritores angolanos

Jardim do livro infantil (Foto: Lino Guimarães)

O Instituto Nacional das Industrias Culturais (INIC) levou na 10ª edição do Jardim do Livro Infantil 67 títulos de livros virados à literatura infantil, cujos autores são jovens escritores angolanos descobertos pela instituição.

Em entrevista à Angop, o chefe de departamento do INIC, Venâncio Kapitango, falou que a instituição tem trabalhado na descoberta de novos valores no ramo da literatura infantil através dos prémios António Jacinto e Jardim do livro infantil.

Quanto a massificação da literatura infantil, Venâncio Kapitango considera que o país está melhor em relação a dez anos atrás, tendo em conta o aparecimento de várias editoras que em têm contribuído em prol do desenvolvimento da qualidade e quantidade dos acervos literários infantis.

No que toca a contextualização das obras, o sublinhou que existe grande qualidade, pois as obras que chegam a ser publicadas pela instituição passam por um crivo de pessoas idóneas e que dominam a matéria.

Para Venâncio Kapitango, a situação actual da literatura tem a ver com a falta de disponibilidade dos pais em promover nos filhos o hábito de leitura.

“Neste Jardim do Livro Infantil trazemos mais de 200 livros que vão dos 100 aos mil Kwanzas. Penso que existe acervo suficiente para ajudar as crianças a desenvolver o hábito de leitura, cabe agora os encarregados fazerem a sua parte exigindo as crianças a lerem um parágrafo por dia para desenvolverem o hábito”, sublinhou.

O Jardim do Livro Infantil é um certame de periodicidade anual que comporta um conjunto de actividades de carácter cultural e educativo dirigido às crianças, pais e educadores, tendo como elementos centrais o livro e a leitura.

O Jardim do Livro Infantil acontece em simultâneo em todas as capitais de províncias. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA