Homem vive há mais de um ano sem coração

(Foto: Reprodução Universidade de Michigan)

A expressão “você não tem coração” acaba de ganhar um significado literal: Stan Larkin, um americano de 25 anos, passou 555 dias sem o órgão. Como? Com um coração artificial portátil, que bombeava sangue para o seu corpo 24 horas por dia, 7 dias por semana – enquanto esperava um doador para o transplante, ele conseguiu até jogar basquetebol.

O órgão robótico, que substitui o de verdade, se chama SynCardia, um mecanismo desenvolvido pela Universidade de Michigan em 2001. Ele tem se tornado popular desde 2008, quando o Medicare (espécie de SUS dos EUA) começou a cobrir os custos da cirurgia. O motor do dispositivo fica do lado de fora do corpo, ligado ao sistema cardiovascular por meio de dois tubos, que bombeiam 9,5 litros de sangue por minuto. Apesar de ser meio desajeitado – são 6kg de fios e metais -, o SynCardia é pensado para ser prático: ele pode ser carregado na tomada ou no carro, e vem junto com uma mochila chamada Freedom, para que a pessoa não precise ficar de cama o tempo todo e possa viver com alguma autonomia. (YAHOO)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA