Governo da Venezuela proclama vitória na OEA

O presidente Nicolás Maduro durante comício em Carcas em 31 de maio (afp_tickers)

O governo da Venezuela proclamou nesta quarta-feira como uma vitória a declaração aprovada na Organização dos Estados Americanos (OEA) em apoio ao diálogo para se encontrar uma solução para a profunda crise que abala o país.

“A Venezuela obteve uma vitória na OEA ao convocar o Conselho Permanente para declarar apoio ao diálogo, à Constituição e à Paz”, escreveu no Twitter a chanceler Delcy Rodríguez.

“Esta vitória é um reconhecimento do governo constitucional do presidente Nicolás Maduro e do sistema democrático de promoção dos direitos humanos”, destacou a chefe da diplomacia venezuelana.

Rodríguez agradeceu os países “que apoiam a plena soberania” da Venezuela e assinalou que “apenas o governo de direita do Paraguai se afastou do consenso em apoio ao diálogo” entre Maduro e a oposição.

Já o presidente do Parlamento de Venezuela, o opositor Henry Ramos Allup, criticou severamente o governo argentino de Mauricio Macri por não promover uma reunião extraordinária da OEA sobre a aplicação da Carta Democrática Interamericana.

“Pena a posição da Argentina na sessão da OEA. Acreditávamos em outra coisa após as declarações de Macri sobre a Venezuela. Cristina (Kirchner) ao menos não era hipócrita”, escreveu o parlamentar.

A Organização dos Estados Americanos (OEA) adoptou nesta quarta-feira a proposta argentina, que declara apoio a um “diálogo aberto” entre o governo e a oposição na Venezuela visando encontrar uma solução “rápida” e “efectiva” para a crise.

A reunião extraordinária do Conselho Permanente da OEA aconteceu um dia depois de o secretário-geral, Luis Almagro, pedir uma “sessão urgente” deste órgão político da entidade regional para discutir a crise “institucional” da Venezuela, invocando a Carta Democrática. (AFP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA