Fundo Rodoviário lança programa de conservação das estradas nacionais

Estradas nacionais terão programa de manutenção (Foto: Clemente dos Santos)

O Fundo Rodoviário de Angola lançará brevemente um programa de manutenção e conservação das estradas nacionais do país.

O programa, que terá a estrada Caxito/Nzeto como projecto piloto, vai contar com a participação de ex-militares ou filhos destes e pessoas desempregadas.

De acordo com o director do plano do Fundo Rodoviário, Nascimento Cassule, que falava quarta-feira à imprensa, a manutenção estará reservada a grandes empresas e a conservação estará a cargo das pequenas empresas e brigadas de conservação.

O responsável, que falava à imprensa sobre “A operacionalidade do Fundo Rodoviário de Angola”, afirmou que as estradas com elevado índice de degradação estão sob responsabilidade do Instituto de Estradas de Angola (INEA).

“Quando as estradas alcançam determinado grau de degradação saem do programa de conservação e manutenção e passam para o de reconstrução, sob responsabilidade do INEA”, reforçou.

Segundo Nascimento Cassule, as estradas atingiram o nível de degradação acentuado por falta de financiamento suficiente para a sua reconstrução, o que fez com que a instituição minimizasse os custos com o pouco recurso financeiro que teve durante este período.

Para o economista Salvador Francisco, a manutenção e conservação das estradas do país vão impulsionar e promover o surgimento de outras fontes de arrecadação de receitas para os cofres do Estado.

“É importante que o Fundo Rodoviário passe para acções práticas com o propósito de recuperar grande parte da malha rodoviária que se apresenta com nível elevado de degradação para que a diversificação da economia ganhe espaço, bem como se incentive os automobilistas a pagarem a taxa de circulação e estimular o turismo interno”, referiu o economista.

O Fundo Rodoviário é um órgão que visa agregar todos os recursos financeiros destinados ao financiamento da conservação e manutenção da rede de estradas do país.

Analisar e aprovar o Programa Anual de Conservação e Manutenção de Estadas de Angola, analisar e aprovar, com vista a sua inserção no Programa Nacional de Conservação e Manutenção de Estradas, os troços submetidos pelo Instituto de Estadas de Angola (INEA), pelos Governos Provinciais e pelas Administrações Municipais são outras atribuições deste órgão. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA