Ex-presidente do banco JPMorgan é detido na Argentina e será extraditado aos EUA

(flickr.com/ Steve Rhodes)

A Polícia Federal da Argentina deteve nesta quinta-feira (16) o ex-presidente do banco americano JPMorgan, que possui contra si um pedido de extradição solicitado pelos EUA, informou o ministério argentino de Segurança.

Segundo as informações, o preso é suspeito de uma série de fraudes em relações aos clientes de seu ex-banco. Durante o ano em que ocupou o cargo de vice-presidente do JPMorgan ele conseguiu realizar oito operações bancárias sem devidas autorizações, conseguindo desviar valores mais do que consideráveis.

O nome do ex-bancário não foi revelado pelas autoridades. No entanto, de acordo com a Reuters, trata-se de Hernán Arbizu, de 47 anos. Em 2008, ele teria embolsado 5,4 milhões de dólares de seus clientes.

A previsão, é que ele seja extraditado aos EUA em 22 de maio. (SPUTNIK)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA