Espanha leva virada da Croácia e enfrenta Itália nas oitavas

(REUTERS)

Seleção espanhola não perdia em Eurocopas desde 2004, mas gols de Kalinic e Perisic e pênalti perdido por Sergio Ramos jogam “La Furia” na chave mais complicada do mata-mata. Vitória turca classifica Irlanda do Norte.

Com um elenco recheado de estrelas do futebol mundial e que atuam em diversos grandes times pela Europa, a Croácia possui a qualidade necessária para surpreender nesta Eurocopa. Mesmo poupando alguns jogadores, os croatas derrotaram a atual bicampeã europeia Espanha por 2 a 1, nesta terça-feira (21/06), em Bordeaux, e garantiram o primeiro lugar no Grupo D.

A Espanha sofreu sua primeira derrota em Eurocopas depois de 14 partidas (1 a 0 para Portugal, em 2004) e, de quebra, o resultado definiu o primeiro confronto de potências no torneio. Com a segunda colocação, a seleção espanhola enfrentará a Itália nas oitavas de final.

Para muitos analistas esportivos, a Espanha é a única seleção que demonstrou um futebol de qualidade nesta Eurocopa. Com a característica posse de bola, com curtas triangulações e infiltrações no sistema defensivo adversário, a atual bicampeã europeia tem mostrado que se recuperou da surpreendente eliminação precoce na Copa do Mundo no Brasil.

Apesar da classificação garantida, o treinador Vicente del Bosque não poupou jogadores e mandou a campo a mesma escalação da vitória, por 3 a 0, contra a Turquia. Contra uma Croácia desfalcada de Luka Modric, Mario Mandzukic e Marcelo Brozovic, a La Roja encontrou muitas dificuldades para buscar o 100% de aproveitamento no Grupo D.

Morata divide artilharia com Bale

A Espanha até saiu na frente. Logo aos sete minutos, Cesc Fàbregas recebeu dentro da grande área e encontrou Álvaro Morata, que apenas teve o trabalho de empurrar para o gol vazio. Morata, que teve sua volta ao Real Madrid anunciada nesta terça-feira, marcou seu terceiro gol nesta Eurocopa e ocupa atualmente a liderança da artilharia, ao lado do galês Gareth Bale.

Demonstrando menor intensidade do que nas partidas anteriores, a Espanha e foi punida pelo time misto croata. Ivan Rakitic esteve perto de marcar um golaço, aos 14 minutos. Após lambança do goleiro espanhol David de Gea, a bola sobrou para Rakitic. O meia do Barcelona encobriu de Gea, mas a bola caprichosamente tocou em travessão, trave e na perna do zagueiro Gerard Piqué e não entrou.

No último lance do primeiro, porém, a Croácia chegou ao gol de empate. Ivan Perisic levantou a bola na pequena área onde o centroavante Nikola Kalinic, de calcanhar, desvio do goleiro espanhol. Um gol, em certo ponto, histórico: a Espanha não sofria gols em Eurocopas há 735 minutos – o último havia sido na estreia contra a Itália, em 2012, quando se sagraram campeões.

Na segunda etapa, a Croácia buscou mais a iniciativa do jogo. Mas ai entrou em cena o árbitro holandês Björn Kuipers. Aos 18 minutos, Marko Pjaca fez grande jogada individual e caiu na grande área – lance no mínimo duvidoso. Seis minutos depois, o holandês assinalou pênalti inexistente em cima de David Silva. Mas quiseram os deuses do futebol que o goleiro Danijel Subasic defendesse a cobrança de Sergio Ramos, em novo erro da arbitragem, já que Subasic se adiantou visivelmente.

Mas a Croácia não desistiu e buscou até o fim fugir da Itália nas oitavas de final. E aos 42 minutos, Kalinic puxou contra-ataque e rolou para Perisic, que finalizou no canto de De Gea – falha do goleiro espanhol.

Com a segunda colocação no grupo, a Espanha fará nas oitavas de final um duelo de potências com a Itália, já garantida como vencedora do Grupo F. O confronto será no Stade de France, em Saint-Denis, em 27 de junho.

Turquia vence e ainda sonha com vaga

Na outra partida válida pelo Grupo D, a Turquia derrotou a República Tcheca por 2 a 0, com gols de Burak Yilmaz e Ozan Tufan. O resultado eliminou os tcheco do torneio e, provavelmente, também os turcos: com três pontos, mas com saldo negativo de dois, a Turquia ultrapassou a Albânia, mas precisa torcer para que Suécia, Irlanda e Portugal não vençam seus jogos para alcançar uma das quatro vagas destinadas aos terceiros colocados.

Por outro lado, a vitória turca garantiu a inédita classificação da Irlanda do Norte, que foi derrotada pela Alemanha, por 1 a 0, também nesta terça-feira, a uma fase mata-mata de Eurocopa.

Ficha técnica

Croácia 2 x 1 Espanha

Local: Stade de Bordeaux, Bordeaux

Arbitragem: Björn Kuipers (Holanda), auxiliado por seus compatriotas Sander van Roekel e Erwin Zeinstra.

Gol: Álvaro Morata (7’/1T), Nikola Kalinic (44’/1T), Ivan Perisic (42’/2T)

Cartões amarelos: Marko Rog (29’/1T), Sime Vrsaljko (25’/2T), Darijo Srna (25’/2T), Ivan Perisic (43’/2T)

Croácia: Danijel Subasic; Darijo Srna, Vedran Corluka, Tin Jedvaj e Sime Vrsalko; Marko Rog (Mateo Kovacic 37’/2T), Milan Badelj, Ivan Rakitic, Ivan Perisic (Andrej Kramaric 48’/2T) e Marko Pjaca (Duje Cop 46’/2T); Nikola Kalinic. Técnico: Ante Cacic.

Espanha: David de Gea; Juanfran, Gerard Piqué, Sergio Ramos e Jordi Alba; Sergio Busquets, Cesc Fàbregas (Thiago Alcántara 38’/2T) e Andrés Iniesta; David Silva, Nolito (Bruno Soriano 15’/2T) e Álvaro Morata (Aritz Aduriz 22’/2T). Técnico: Vicente Del Bosque. (DW)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA