Dirigente “agostino” reafirma objectivo de vencer Girabola

Carlos Hendrick, presidente do 1º de Agosto (arquivo) (Foto: Henri Celso)

O presidente do 1º de Agosto, Carlos Hendrick, reafirmou hoje, em Luanda, a determinação da equipa na luta para a conquista do campeonato nacional de futebol da primeira divisão, Girabola, apesar das dificuldades a enfrentar na prova.

Falando à imprensa, a propósito do “clássico” com o Petro de Luanda, sábado, o dirigente, que assistia ao treino da equipa no ex-RI-20, afirmou que o trabalho em curso e o engajamento do colectivo permite pensar no triunfo da maior competição futebolística do país, que o clube não ganha desde 2007.

Adiantou que a equipa está tranquila e a fazer uma preparação árdua para a reconquista do Girabola.

Referiu que o 1º de Agosto começou bem, mas teve duas derrotas (Kabuscorp e Recreativo da Caála) e um empate com o Interclube que atrapalham os seus propósitos, mas está a trabalhar no sentido de corrigir e continuar na “discussão” pelo troféu.

Quanto ao jogo, o responsável afirmou tratar-se sempre de um desafio difícil, mas possível de ser superado com um resultado positivo, tendo em conta o empenho demonstrado pelos seus atletas.

A equipa “militar” realizou um treino consubstanciado no domínio de bola, passes, desmarcações, cruzamentos e remates à baliza, durante o qual o técnico Dragon Jovic fez algumas interrupções para correcções.

No entanto, Ary Papel, Gelson e o capitão Dany Massunguna efectuaram treino ligeiro separados do grupo, tendo sido orientados por um dos treinadores adjuntos, em virtude de estarem a recuperar de lesões.

O 1º de Agosto ocupou o segundo lugar, com 60 pontos, em 2015. A última vez que conquistou o Girabola foi em 2006, quando somou o seu nono troféu e é só superado pelo Petro de Luanda (15 títulos). (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA