Desmentido concurso público para ingresso nos órgãos do Minint

Ministro do interior, Ângelo de Barros Veiga Tavares (Foto: Angop/Arquivo)

O Ministério do Interior refutou informações sobre o alegado recrutamento para admissão de jovens para os seus órgãos, nomeadamente Polícia Nacional, Serviço de Migração e Estrangeiros, Serviço de Protecção Civil e Bombeiros, Serviço de Investigação Criminal, bem como do Serviço Penitenciário.

Uma nota do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa deste Departamento Ministerial que à Angop teve acesso hoje (segunda-feira), em Luanda, indica que não existe concurso público de ingresso de momento nos órgãos do Ministério do Interior.

Esclarece que o último concurso público de ingresso realizado pelos órgãos acima referenciados foi feito no ano de 2014 e que, por questões logísticas, não foi possível o acesso às respectivas escolas de formação, o que dificultou que uma boa parte destes jovens fosse imediatamente admitida.

Adianta que os que agora entram para as escolas de polícia constam do recrutamento de 2014 que, por sua vez, já foram inseridos no sistema de gestão financeira do Ministério das Finanças, factor crucial para a garantia da situação salarial tão logo começam a actividade laboral.

Nesta conformidade, refere que tendo sido criadas as condições de frequência dos respectivos cursos de formação foram chamados todos os candidatos então admitidos, para conclusão do seu processo de ingresso na função pública (MININT).

Com efeito, o Ministério do Interior apela à população a não deixar-se enganar por falsários que tentam, a todo custo, usurparem-se de valores monetários a troco de alegadas admissões aos órgãos do Ministério do Interior, devendo denunciar tais práticas às esquadras de polícia. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA