Cunene: Comunidade do Cuanhama exortada a evitar abate descriminado de árvores

Cunene: Inácio Félix- Assessor do Administrador do Cuanhama no Cunene. (Foto: José Cachiva)

A comunidade do município do Cuanhama, província do Cunene, foi exortada neste sábado em Ondjiva, a evitar o abate descriminado das árvores, no sentido de não porem em risco a preservação do meio ambiente.

O apelo foi expresso pelo assessor da administração do Cuanhama, Inácio Félix, que falava durante uma palestra sobre “a preservação da fauna e da flora”, realizada no âmbito do 5 de Junho, Dia Mundial do Ambiente, referindo que o desaparecimento da vegetação através do abate descriminado provoca consequências negativas a natureza.

Explicou que a ausência da flora contribui igualmente no surgimento das doenças respiratórias e diarreicas agudas, causadas pelo aumento de lixo e da ausência de árvores, tendo por isso apelado a junção de esforços com vista a se por fim a tais práticas e contribuir para a sua preservação.

O responsável disse haver necessidade do incremento da educação ambiental das populações sobre a importância da preservação da flora e a fauna, evitando o abate indiscriminado de árvores, visando a manutenção do equilíbrio ecológico.

Inácio Félix pediu igualmente o maior envolvimento das instituições escolares e das associações ambientalistas no reforço das acções de sensibilização da sociedade sobre os perigos de tais práticas vistas na natureza.

O Dia Mundial do Meio Ambiente é comemorado todo dia 5 de Junho de cada ano. Esta data foi estabelecida pela Assembleia Geral das Nações Unidas em 15 de Dezembro de 1972, durante a Conferência de Estocolmo, que tratou do tema Ambiente. Foi durante esta conferência que foi aprovada também o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA